Preto No Branco - 08/07/2017 - Música sobre rodas...

No final do século XIX e início do século XX, por engenho e criatividade de homens como Karl Benz, Gottlieb Daimler, Wilhelm Maybach ou Henry Ford, o automóvel tornou-se num objecto do quotidiano, servindo quer os clientes exigentes dos maiores luxos quer os comuns mortais. Em quatro rodas passámos a viajar e sobre quatro rodas passaram a ser criados autênticos objectos de culto que, apesar de inanimados, muitas vezes se tornaram companheiros e amigos. Não é, por isso, de estranhar, que também estes veículos tenham servido de inspiração a alguns músicos na sua criação.



Esta semana viajámos de automóvel, seguindo viagem em alguns dos modelos e marcas mais icónicos traduzidos em melodias e letras mais ou menos devotas dos motores de combustão e tubos de escape! Música sobre rodas porque, mesmo que seja apenas um objecto, há quem adore o seu carro...


01. Belle and Sebastian – I Love My Car
02. Tyvek – Honda
03. Benjamim – Volkswagen
04. Pavement – Passat Dream
05. Grandaddy - El Caminos In The West
06. The Beach Boys – 409
07. Serge Gainsbourg – Ford Mustang
08. Pizzicato Five – Rolls Royce
09. Jonathan Richman & The Modern Lovers - Dodge Veg-O-Matic
10. Neva Dinova – Yellow Datsun
11. Frank Ocean – White Ferrari
12. Lloyd Cole - 2cv
13. Mogwai – Golden Porsche

Preto No branco - 20/05/2017 - O hip hop da Ásia

Uma hora em formato mais ou menos mixtape pelas sonoridades asiatícas do hip hop.

>> [CN] CHINA
01. Rhyme Bop - Learn how to rap from Coach Wang
02. Purple Soul - Long Dan Zi
03. Listalldo - Nakata

>> [MY] MALÁSIA
04. Baria - Pizza please
05. Karmal - Lawan

>> [SG] SINGAPURA
06. F ∆ U X E - The lost dimensions ft. MHC &G-Preme
07. Jogja HipHop Fondantion - Gurindam 12 Raja Ali Haji

>> [KR] COREIA DO SUL
08. Epik High - Born Hater
09. Vasco - Whoa Ha!

>> [TH] TAILÂNDIA
10. P9D - Love
11. Dandee - The answer ft. Day Diz

>> [JP] JAPÃO
12. Kensho Kuma & Cloud N9ne - The declaration
13. Rebel Musical - Fly with me


Preto No Branco - 22/04/2017 - What's in a name?

Nas coisas do mundo natural, os seres vivos organizam-se consoante as suas semelhanças. Os mais próximos e idênticos associam-se em espécies, que se agrupam em géneros, filos, ordens e mais níveis por aí adiante, numa tentativa humana de colocar ordem e estrutura na caótica vida natural. De modo a uniformizar os nomes atribuídos aos animais, adoptaram-se, no início do século XX, regras para a sua nomenclatura, expressas num Código Internacional de Nomenclatura Zoológica (mesmo que os nomes dos seres e a própria ciência da nomenclatura já existissem desde tempos remotos). Decidiu-se assim que todos os seres deveriam possuir um nome em latim,num formato binomial, cuja primeira parte seria a designação de género e a segunda o epíteto específico (por exemplo, o vulgar cavalo é denominado cientificamente como Equus ferus, enquanto a zebra, apesar de pertencer ao mesmo género Equus, se engloba numa espécie diferente, Equus zebra).



Como em tudo o que é ordenado e sujeito a regras, também a atribuição de nomes a novas espécies tem de passar por um crivo e ser justificada. Na maior parte das vezes, o nome de uma espécie reflecte aspectos determinantes da sua morfologia ou anatomia, mas por vezes o baptismo de um novo achado para a ciência é o pretexto perfeito para promover uma homenagem a alguém. Estas homenagens recaem, geralmente, sobre figuras da ciência mas, por vezes, quem propõe o nome encontrou a inspiração noutras esferas da sociedade.
Esta semana passeamos pela organização zoológica e pelas espécies cujo nome foi inspirado ou atribuído em homenagem a músicos ou bandas - porque, afinal, os cientistas também têm ouvidos!

01. Simon & Garfunkel (Avalanchurus simoni, Avalanchurus garfunkeli) - At The Zoo
02. The Beatles (Bushiella beatlesi / Greeffiella beatlei - Struszia harrisoni, Avalanchurus lennoni / Bumba lennoni / Notiospathius johnlennoni, Struszia mccartneyi, Avalanchurus starri) - Do You Want To Know A Secret
03. The Ramones (Mackenziurus ceejayi, Mackenziurus deedeei, Mackenziurus joey, Mackenziurus johnnyi) - We're A Happy Family
04. The Clash (Alviniconcha strummeri) - What's My Name
05. Frank Zappa (Zappa sp. / Pachygnatha zappa / Phialella zappa / Vallaris zappai) - It Must Be A Camel
06. Garcia & Saunders (Cryptocercus garciai) - Soul Roach
07. David Bowie (Heteropoda davidbowie) - Glass Spider
08. Brian Eno (Pseudocorinna brianeno) - Spider And I
09. Johnny Cash (Aphonepelma johnnycashi) - 25 Minutes To Go
10. Lou Reed (Loureedia annulipes) - I Found A Reason
11. Neil Young (Myrmekiaphila neilyoungi) - Birds
12. Ani Di Franco (Orasema difrancoae) - Animal
13. Tangerine Dream (Xanthosomnium froesei) - Fauni-Gena

Os novos sons da Coreia do Sul e de Taiwan


As novas sonoridades da Coreia do Sul e de Taiwan com especial destaque para a editora Dark Paradise Records (TW).

01. Vice City - Universe is here
02. Ma-te Lin - The Girl in the magic shoes
03. 44-22 - Molly
04. Saebyok - Little more
05. Lucitte Tokki - Go
06. Lupa - Frog (Conehead remix)
07. Garion - An old story
08. Sonic Deadhouse - Public Authorities Fuck Off
09. Joosuc - Aim for the Peak 2
10. Sheng - About who?
11. KbN - Centre

Kiwis e Koalas : Música da Austrália e Nova Zelândia (25.02.2017)

















01. Kane Strang : Scarlet King Magnolia
02. Methyl Ethyl : L'Heure Des Sorcières
03. Tame Impala : Solitude Is Bliss
04. Julia Jacklin : Leadlight
05. Pikelet : Beyond the Sky
06. Shocking Pinks : Jealousy
07. Flight of the Conchords : Bowie
08. Jagwar Ma : Backwards Berlin
09. Sia : Butterflies
10. Holly Throsby : What Do You Say? (feat. Mark Kozelek)
11. Tiny Ruins : Carriages
12. Skallander : Colleei
13. Husky : Deep Sky Diver
14. The Paper Kites : Young
15. The Paper Kites : Malleable Beings

Preto No Branco - 07/01/2017 - Uma colheita musical de 2016

Eis-nos então chegados ao maravilhoso novo mundo de 2017. Mas será que podemos voltar, por uns minutos, a 2016?



A divisão do tempo em intervalos possibilita não só a existência de calendários como a sensação de fecho de ciclo extremamente propícia a balanços. Muitos foram os que se fizeram no final de 2016, com tops para todos os gostos (de personalidades do ano aos momentos que o marcaram), com listas organizando o que de melhor se fez em campos como, por exemplo, os da literatura, do cinema e, claro, da música. O Preto No Branco optou, no entanto, por não fazer listas nem ligar a tops. Num ano que poderia ser desenhado como uma montanha-russa, em que todos fomos especialistas em política (mas poucos antevimos o resultado efectivo de eleições, referendos e processos políticos), em que celebrámos uma selecção campeã (e nos juntámos ao luto de uma equipa desfeita), em que o terror e o conflito chegaram a locais impensáveis (e a reconciliação nem sempre foi tão bem acolhida como seria de esperar), em que meio mundo andou pelas ruas a caçar figuras imaginárias, em que o vinil vendeu mais que a música em bits e bytes, em que, em termos musicais, se assistiu a novidades, confirmações e regressos há muito esperados (e outros tantos inesperados), num ano em que o mundo da música ganhou um Nobel Dylan mas perdeu nomes incontornáveis como David Bowie, Leonard Cohen, Alan Vega, Pete Burns, Sharon Jones, Greg Lake, Prince – ou outros igualmente acarinhados como Pauline Oliveros, Geneviève Castrée ou Thomas Fekete, no balanço desse ano queremos lembrar outras músicas que talvez não surjam nos tops e listas de melhores do ano, mas certamente ajudaram a tornar 2016 num ano inesquecível!
Um exercício certamente a continuar por 2017 adentro, porque temos, nitidamente, mais discos que amigos…


01. Teenage Fanclub – Live In The Moment
02. Laura Gibson - Damn Sure
03. Emily Reo - Spell
04. Alex Sommers – Memories
05. C Duncan - Last To Leave
06. Message To Bears - I'll Lead You There
07. Pascal Pinon – 53
08. My Bubba - Around
09. Big Thief – Paul
10. Kevin Morby - Black Flowers
11. Momus – Pessoa
12. Mutual Benefit - Closer Still
13. Nick Cave & The Bad Seeds - Rings Of Saturn
14. Jarvis Cocker - Poor Babes In The Woods
Quando os dias encurtam e as temperaturas baixam, poderá a música salvar-nos da melancolia do Outono/Inverno? No Preto No Branco acreditamos que sim e, esta semana, vestimo-nos a rigor para superar a intempérie: da cabeça aos pés, ouvimos agasalhos, aconchegos e acessórios em tons de música para a estação, porque a chuva e o vento podem também ser apenas factores meteorológicos inspiradores!



01. Lullatone - Raindrops Plucking The Last Leaves From A Tree
02. Avey Tare - 3 Umbrellas
03. Marissa Nadler - Under An Old Umbrella
04. Beth Orton - Corduroy Legs
05. Speak Galactic - Wool Socks
06. Bob Dylan - Boots Of Spanish Leather
07. Yo La Tengo - Autumn Sweater
08. Efterklang - Raincoats
09. The National - Green Gloves
10. Khruangbin - White Gloves
11. The Smittens - Jeans And Mittens
12. Old Jerusalem - Her Scarf
13. Leonard Cohen - Famous Blue Raincoat

Preto No Branco - 24/09/2016 - Heróis da Música: Jarvis Cocker

Há aniversários mais especiais que outros e, esta semana, decidimos comemorar o de Jarvis Cocker, escutando algum do seu trabalho para além dos Pulp (a banda que durante os anos '90 sonorizou os sonhos pop dos brits e de toda uma geração de common people). Atravessando géneros, décadas e linguagens, condensámos em pouco menos de uma hora alguns dos motivos pelos quais Jarvis é (também) um herói da música!



01. Barry Adamson - Set The Controls To The Heart Of The Pelvis
02. Jarvis Cocker - Eyes That Say I Love You
03. Lush - Ciao!
04. Richard X - Into U (feat. Jarvis Cocker & Hope Sandoval)
05. Jarvis Cocker - I Can't Forget
06. Jarvis Cocker - I Just Came To Tell You That I'm Going
07. Air - The Duelist (feat. Charlotte Gainsbourg & Jarvis Cocker)
08. Pilooski - Completely Sun
09. Discodeine - Synchronize
10. Jarvis Cocker - Fantastic Mr. Fox Aka Petey's Song
11. Jarvis Cocker - The Lion And Albert
12. Jarvis Cocker - The Mouse The Bird And The Sausage

Preto No Branco - 13/08/2016 - Paisagens sonoras chinesas

As paisagens sonoras chinesas pelas mãos da editora Sub Jam e da sua subsidiária Kwanyin Records.

01. Pei - Typhoon
02. Li Jianhong - Night Train
03. Ronez - U-Can-Make-Some
04. Mai Mai - October 1st, 2011, no job, I recorded this
05. Jun-y Ciao - 6
06. Xu Cheng - Blue Cage
07. Xiao He - FY
08. Yingfan - When I failed to reach ideal from thier dream
09. Otomo Yoshihide, Ryu Hankil, Yuen Cheewai, Yan Jun, Sachiko M, Yang Ge, Xiao Qiang, Hong Qile, Gogo J, Olivier Heux, Tao Yi and Junyuan - In (excerpt)

Preto No Branco - 06/08/2016 - A arte Olímpica

A cada quatro anos, a história repete-se: os melhores atletas do planeta juntam-se e competem para apurar os melhores entre si. São os Jogos Olímpicos, em que a força e a destreza são postos à prova - mas, em tempos, também a arte foi matéria de competição nas Olimpíadas! Arquitectura, Pintura, Escultura, Literatura e Música foram as cinco categorias em que, de 1912 a 1948, se distribuíram medalhas. Com as actuais modalidades como mote e a música como veículo, abrimos os Jogos da XXXI Olímpiada na Rádio Universidade de Coimbra!

Jean Jacoby - Rugby (1928)


01. Claude Bolling - God Bless Rugby
02. George Fishoff Complex - Ping Pong
03. Hong Kong In The 60s - Let's Play Table Tennis
04. White Town - Theme For Olympic Weightlifting
05. The Wind Whistles - Judo
06. Morrissey - Boxers
07. David Arvedon - Basketball Or You To Call
08. Aldo Ciccolini - Sports et Divertissements: Le Golf
09. Belle and Sebastian - I Don't Want To Play Football
10. Glasvegas - Flowers & Football Tops
11. Vincent Delerm - Natation Synchronisée
12. Broken Bells - Sailing To Nowhere
13. Mutual Benefit - Strong Swimmer
14. The Leaf Library - Badminton House

Preto No Branco - 23/07/2016 - Hidratação musical

Chegado o Verão e o calor, há que ter em mente as recomendações que, ano após ano, se vão repetindo pelas autoridades de saúde: evitar a exposição ao Sol nas horas de maior calor, usar roupas largas e frescas, não esquecer o protector solar e, acima de tudo, manter uma boa hidratação! Esta semana, a água foi servida em doses generosas na sua forma musical, num paliativo auditivo para aplicar a uma noite tropical - fontes, rios, mares e muitos banhos, com oxigénio, hidrogénio e outros tantos elementos e talentos misturados no som...



01. Gruff Rhys - Shark Ridden Waters
02. Timber Timbre - Black Water
03. Fauna Twin - Water On Mars
04. PJ Harvey - Down By The Water
05. Badly Drawn Boy - Camping Next To Water
06. Kevin Morby - Water
07. Cass McCombs - Name Written In Water
08. Feist - The Water
09. Erica Buettner - True Love and Water
10. Vashti Bunyan - Across The Water
11. Architecture In Helsinki - Underwater
12. Clap Your Hands Say Yeah - Underwater (You And Me)

Preto No Branco - 09/07/2016 - Pela Asia II

Do field recording à electrónica mais experimental, percorremos os territórios asiáticos através da música, numa emissão com absoluta nitidez sonora!

01. Li Chin Sung + Zbigniew Karkowski - l c s + z k
02. Toshiru Nakamura + Nicholas Bussmann - Can't get you out of my head
03. Dave Philips - untitle
04. Otomo Yoshihide, Ryu Hankil, Yuen Cheewai, Yan Jun, Sachiko M, Yang Ge, Xiao Qiang, Hong Qile, Gogo J, Olivier Heux, Tao Yi and Junyuan - In (excerpt)
05. Wang Fan - w f
06. Chu Makino - Hole in your hearts
07. Cellomano - That tree

Preto No Branco - 02/07/2016 - A soundtrack to a dream

Religião, ciência e cultura há muito procuram explicar a natureza dos sonhos sem, no entanto, conseguirem apresentar teorias incontestáveis. Produto da imaginação ou escape do inconsciente, aos sonhos são muitas vezes atribuídos sentidos e significados que os mesmos podem (ou não) conter. Nesta emissão seleccionámos uma banda sonora para o onírico, em que os sonhos são literalmente o mote para a música (ou a música o mote para os sonhos)! Boa audição - e bons sonhos!

Paul Klee - Dream City (1921)


01. The Dandy Warhols - All I Have To Do Is Dream
02. The Magnetic Fields - Asleep And Dreaming
03. Of Montreal - I Was A Landscape In Your Dream
04. Lali Puna - Together In Electric Dreams
05. R.L. Kelly - I Had A Dream Last Night
06. Cigarettes After Sex - Dreaming Of You
07. Tiny Vipers - Dreamer
08. Trentemøller - The Dream (feat. Low)
09. Belle and Sebastian - You Made Me Forget My Dreams
10. How To Dress Well - Suicide Dream 2
11. Peter Broderick - Part 4: The Dream
12. Radiohead - Daydreaming
13. 36 - Dream Window
14. Micah P. Hinson - The Dream You Left Behind
15. Laura Veirs - Prairie Dream

Preto No Branco - 14/05/2016 - Geografia musical: a Dinamarca

Pequenas sereias, cervídeos, Pais Natais fora de época, todo um imaginário de histórias para crianças, um pianista humorista e um arco-íris em que se pode caminhar - são algumas das coordenadas metafóricas do destino musical desta semana. Continuamos a percorrer a música com fronteira definida, prosseguindo a viagem através do território dinamarquês!


01. Efterklang - Cutting Ice To Snow
02. Agnes Obel - Brother Sparrow
03. Slaraffenland - Polaroids
04. The Kissaway Trail - Friendly Fire
05. Victor Borge - A Lesson In Composition
06. Il Tempo Gigante - She Is The River
07. The Raveonettes - Uncertain Times
08. WhoMadeWho - Keep Me In My Plane
09. Trentemøller - Moan