Preto No Branco - 1/08/2008 - As lições de Simon Reynolds



Preto No Branco 1/08/2009 – 1ª Hora

As lições de Simon Reynolds. Temos descoberto um mundo esquecido, mas maravilhoso da canção levada aos limites da pop, que aconteceu no Século XX, e não fica confinado mesmo aos sublimes discos dos Joy Division ou Young Marble Giants. As Au Pairs, os Delta 5 e ainda os Maximum Joy, fundiram a canção pop, com a irreverência de quem queria quebrar barreiras, evitando, por exemplo, longos solos de guitarra, ou recorrendo às técnicas do raggae, utilizando a linha de baixo simultâneamente como definidora do contorno da melodia e dando apoio ao ritmo, e do derivado dub, utilizando o estúdio como instrumento de composição.


1-Au Pairs – The Anthology – We’re So Cool
2-Au Pairs – The Anthology – Love Song
3-Delta 5 – Singles & Sessions 1979-81- You
4-Au Pairs – The Anthology – That’s When It’s Worth It
5-Maximum Joy – Unlimeted (1979-1983) – Where’s Deke
6-Delta 5 – Singles & Sessions 1979-81 - Triangle
7-Au Pairs – The Anthology – Stepping Out Of Line
8- Maximum Joy – Unlimeted (1979-1983) – Man Of Tribes
9- Delta 5 – Singles & Sessions 1979-81 - Innocenti
10- Au Pairs – The Anthology – Instant Touch
11-Lizzy Mercier Descloux – Mambo Nassau – Funky Stuff





Preto No Branco 1/08/2009 – 2ª Hora

Os Pere Ubu, vieram do nada, ou inspiraram-se no krautrock?

1-Pop Group – Y - 3:38
2-Pere Ubu – The Modern Dance – Non Allowed Pack
3-Faust - IV - Krautrock
4-Pere Ubu – Dub Housing – Thriller!
5-Faust – So Far – Mamie Is Blue
6-Faust - IV – Läuft...Heist das Es Läuft Oder Es Kommt Bald...Läuft 8- Faust - IV – It’s Not A Bit Of Pain
7- Pere Ubu – Dub Housing - Codex
8- Faust - IV – It’s Not A Bit Of Pain
9- Pere Ubu – The Modern Dance – The Modern Dance

0 comentários: