1ª Hora

1ª Hora contou com voz de Inês Saraiva.

-Kraftwerk - The Man Machine - We Are The Robots

-The Man Machine - Space Lab
Testemunho: Manfred Gillig-Degrave
-The Man Machine - The Model
Mark Prendergast, David Stubs, Narrador e Diedrich Diederichsen
-Mouse On Mars - Autoditaker (2007) - Ju Ju
-Mouse On Mars - Autoditaker - Tamagnocchi
-Ralf and Florian (1973) - Elektricshe Roulette
-Mouse On Mars - Autoditaker - Maggots Hell Wigs
-Ralf And Florian - Kristallo
-Mouse On Mars - Autoditaker - Rondio



Ouvir 1ª Hora
Donwload 1ª Hora





2ª Hora

Música e Testemunhos:



Testemunhos:Conrad Schnitzler - Kluster
Karl Bartos - Kraftwerk
Jornalista Ingeborg Schober
Professor de Arte e Historiador Diedrich Diederichsen e Narrador
Testemunhos:Manfred Gillig-Degrave, Narrador, Conrad Schnitzler e Hans- Joachim Roedelius



- "Étude aux Trains" de Pierre Schaeffer
Organisation - Tone Float - "Noitasinwaqagro"
Testemunhos: Manfred Gillig-Degrave, Narrador, Mark Prendergast
Testemunhos: Narrador e Edwyn Pounecy
Testemunhos: Narrador
-Tone Float  -."Milk Rock"
Testemunhos: Edwyn Pounecy
-Kraftwerk - Rucksuck
Testemunhos: David Stubbs e Mark Prendergast
-Kraftwerk "2" - Kling Klang
Testemunhos: David Stubbs e Mark Prendergast
Testemunhos: David Stubbs
Testemunhos: Diedrich Diederichse
-Autobhan - Autobhan




Ouvir 2ª Hora
Donwload 2ª Hora



Texto explicativo do mote do programa:


Quando se fala de Kraftwerk, lembramo-nos imediatamente de robots. Máquinas repetitivas, que geram poucos erros, mas não critaivas; pois os Man Machine dos Kraftwerk, eram entidades com alma. E se a sua discografia mais conhecida,
reporta-se a exactamente "The Man Mahcine", com laivos de luz sobre
"Autobhan", há um mundo de cristais em vias de solidificação, antes
do "ano zero" da via comunicacional para um futuro mais facilmente reconhecível.
Quando se tentavam organizar à volta de uma ideia de música electro-acústica,
com ramos de pop, funk e jazz, até serem a luz para a "synth-pop" britânico
e techno\housende Detroit e Chicago, houve um caminho pouco conhecido,
por eles apagado por interesses comerciais ou até por honestidade
intelectual desmesurada. Até porque "Ralf and Florian" é o disco com maior
capacidade de resistência à linha que esmaga quando se faz um
percurso para o futuro. Daí na 1ª hora, termos tentado demonstrar
como o seu 3º álbum, editado em 1973, se veio a reflectir em 1997,
no belíssimo "Autoditaker" dos Mouse On Mars. Finalmente, mesmo tendo
sido um grupo criador do futuro, até no limite da actual
Comunidade Europeia (Trans Europe Express), o
seu humor nunca ficou de lado, relacionando as letras de
"Autobhan" ("Wir fahr'n fahr'n fahr'n auf der Autobahn"
confunde-se fonéticamente com "fun, fun, fun"), seria esse o grande divertimento
da juventude alemã pós-guerra?, com o "fun, fun, fun" das ondas vivas da
Califórnia tão bem pintadas em frescos dos Beach Boys, ou até
recorrendo à arte pop, um simples pino de sinalização de estrada
nas capas dos dois prineiros álbuns e ainda no 3º além banda
desenhada em "Ralf...", talvez numa alusão de máquinas humanas
capazes de serem precisas e repetitivas no ritmo, mas
preferindo o cosmos como local de vida. Emil Shult conexão perfeita
com Pedro Bell. Kraftwerk (Central Eléctrica),
nome gemânico, de quem nunca abdicou da sua entidade
nacional, atenção àsletras góticas de "Ralf And Florian", mas conseguiu
dar um salto na história entre o sonho impressionista dos anos 30, ver a
capa interior de Trans Europe Express onde num campo verde lindo os
quatro anjos alemães se sentam para tomar chá,
e o pós II Grande Guerra, esquecendo o nazismo.






 Vídeos e Outras Notas:


-Vídeos:

-Link para o documentário de 3 horas de "Kraftwerk And The Electronic Revolution" no You Tube.

-Link para vídeo uma presença na Televisão Alemã, de Florian Schneider com Michels Rother e Klaus Dinger, que viriam a formar os NEU! Entre os dois primeiros álbuns, Ralf Ütter deixou momentânemante os Kraftwerk.

-Links para documentário sobre os Kraftwwerk, que não o por nós usado:

   -Parte 1

   -Parte 2

   -Parte 3


-Entrevista à BBC de Ralf Ütter.


-Links para versão de Rucksuk com os futuros NEU! e Ralf Schneider, no Youtube:

  -Parte 1

  -Parte 2
 

-Link para vídeo disponível o Youtube, onde podemos ver e ouvir uma versão de "Rucksuk" quando os Kraftwerk ainda eram Organization.

-"Sitcom" dos Kraftwerk, disponível no Youtube.

-Link para o 1º vídeo de "Autobhan", disponível no Youtube.

-Link de um vídeo promocional da "box set" de CD's dos Kraftwerk, intitulada The Catalogue. Como poderão ver, o grupo alemão considera o "ano zero" o álbum "Autobhan", sendo os álbuns anteriorer vistos como "pré-história".

-Link para imagens exteriores dos célebres estúdios Kling Klang, em Düsseldorf, porque o seu interior, sempre permaneceu um mistério, disponível claro no Youtube.



-Outras Notas:


-Link parea o site oficial dos Kraftwerk.

-Link para a página da Internet de Emil Shcult.eu.
 
-Link da Wikipedia sobre Pedro Bell.

-Link para imagens de trabalhos de Pedro Bell.

Link para páginas do livro sobre os Kraftwerk "Music Non Stop" à venda na Amazon.uk
.
Link para a página da Internet krautrock.com.

Link para o famoso artigo de Lester Bangs sobre os Kraftwerk.

Link para a interessantíssima página na Internet, sobre instrumentos de música electrónica, 120 years .
 
Nota Final: Aconselha-se também a leitura do livro de Pascal Bussy "Kraftwerk": Man, Machine and Music.

0 comentários: